29 novembro 2005

Olhar Indiscreto

«E quando esse teu olhar captou inesperadamente o meu olhar, que viaja descontraidamente pelo mundo em meu redor, dentro deste mundo que parecia girar em meu torno, houve algo teu que ficou. Houve algo teu que ficou, que não só ficou comigo, como também, parece ter-se apoderado, sem aviso, de tudo aquilo que eu tinha dentro deste meu pequeno planeta, e sem aviso, esse teu olhar ficou gravado por entre cada canto das minhas pequenas paredes, e camadas de tecidos, que perfazem o meu EU.»
Enviar um comentário