13 agosto 2004

Alma Gémea

Fala-me de ti
Diz-me o que és para mim,
Onde Será que nos encontraremos
E será antes que chegue o Fim?

Não consigo viver sem ti,
Mas também não te procuro.
Será que juntos viveremos
Ou ficarei sempre no escuro?

Conta-me coisas do além
Onde o Sol brilha nos teus olhos
E o vento sopra pelos teus cabelos.

Fala-me de ti
Diz-me o que eu sou para ti
Quando é que o desejo de te ver aqui
Me mete a voar para fora daqui?

Por onde será que andas
Longe das minhas bandas,
Minha Alma Gémea,
Minha Alma Gémea.

Santarém, 17 de Março de 2004

Enviar um comentário